Educar em vez de tratar

Introdução

A OMS (Organização Mundial de Saúde), alerta que 85% das doenças no mundo moderno são psicossomáticas. Apesar deste alerta, os doentes não param de crescer.  Certamente que ninguém cria a sua doença conscientemente…, até parece que somos tontinhos ou escravos de um sistema, que para que a indústria da doença não entre em falência, criamos doenças para alimentar o sistema.

Porque será que continuamos a criar o nosso próprio mal?

O que fazer para transformar o constante crescimento de doentes, numa humanidade saudável, alegre, feliz e realizada? Antes que comeces a rejeitar a ideia, quero esclarecer que não existe aqui a intenção de lutar contra nada e muito menos contra o sistema.

Esta palestra faz parte de uma série de palestras dedicadas ao tema “Antes educar que tratar” e vamos somente falar de doentes resultantes da somatização.

Esta série de palestras fazem parte de um programa de expansão da consciência que tem como objetivo primordial, não somente a liberdade de poder escolher conscientemente o que desejamos como criar numa realidade ampla e abrangente através dos princípios da física quântica.

António Fernandes